segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Teresinense, o satisfeito!

82% dos teresinenses aprovam a Prefeitura Municipal.
86% dos piauienses aprovam o Governo do Estado.
90% dos piauienses aprovam o Governo Federal.


Logo, quem mora em Teresina deve morar no céu, né? Em uma cidade, um estado e um país cujas administrações possuem aprovações populares estratosféricas, só se pode viver muito bem.

Tenho sorte!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Em 2010 eu vou...


  1. Aprender a coreografia de 'Single Ladies', da Beyoncé. Se eu conseguir, sou capaz de qualquer outra coisa nessa vida.
  2. Ter mais paciência. Ter mais paciência. E fazer um esforço para ter um pouquinho mais de paciência.
  3. Comprar meu apêzinho.
  4. Alimentar-me melhor (tah bom, pai?).
  5. Passar cinco dias em Santo Domingo, República Dominicana (é só o dobro do preço de ir para a Argentina, mas super dá para parcelar em trocentas vezes).
  6. Livrar-me dessa vocação para 'bagunças organizadas'.
  7. Ir mais ao Ar Livre em noites de Benício Bem (tah, Charlie?).
  8. Ser menos rabugenta e estressada.
  9. Voltar a dançar (é o primeiro passo para alcançar o objetivo 1).
  10. Ser mais forte que bolsas e sapatos.
Ia colocar "ser hexacampeã mundial de futebol", mas isso não depende de mim.

Bjos!!

;)

Retrospectiva

Um post interno-pseudo-auto-reflexivo...

2009:

1. Ano novo, vida nova! Será? Coqueiro dando boas vindas ao meu 2009.

2. Carnaval do povo fêi - Au, Au, Au, carnaval na Marechal!! Salgueiro (é o CALDEIRÃO) campeão!!!

3. Começo de um namoro que já tinha começado há tempos - com mais doação e sem medo.

4. DRT.

5. 23 anos.

6. Trabalho.

7. Adeus, Uespi. Pra valer, dessa vez!

8. Reserva e introspecção.

9. Seis meses passam mesmo voando, assim como chegam as mudanças.

10. Férias. Uruguai. Argentina. Itarema.

11. Colação. Mimos de mãe.

12. MENGÃO campeão!! E cadê 2010?? Chega logo, chega logo!

Somente Sarah




SARAH MENEZES GANHA PRÊMIO BRASIL OLÍMPICO.

SARAH MENEZES É A MELHOR ATLETA OLÍMPICA DO BRASIL.



Quem já teve a oportunidade de estar perto da judoca Sarah Menezes certamente pôde perceber que ela é uma pessoa bastante reservada. Já estive com a Sarah várias vezes, mas nunca passei do cumprimento ou do 'parabéns'. Apesar disso, é incrível a cumplicidade imediata que se parece ter em relação a ela.

Talvez por respeito à história da Sarah, talvez por acompanhar seus resultados como atleta, o fato é que é impossível não se emocionar com cada conquista dela. Impossível não ficar arrepiada ouvindo Sarah dizer, ao receber o prêmio de Atleta do Ano, que 'nasceu e se criou no Piauí' e que 'não precisou sair do Piauí para ser uma vencedora'.

Creio que esse sentimento vá além do orgulho de ser piauiense. Creio que essa emoção seja a manifestação da felicidade de ver alguém que, contra todas as adversidades (da ausência de apoio governamental e/ou privado às questões pessoais), consegue ser exemplo em um estado pobre e carente de ídolos.

E sobre a polêmica em torno da votação popular para a escolha da Sarah como Atleta do Ano no Prêmio Brasil Olímpico, não há muito a ser dito. Antes da votação popular, Sarah, assim como a favorita Poliana Okimoto (maratona aquática) e Natália Falavigna (taekwondo), passou pelo crivo da confederação de seu esporte e pela peneira do Comitê Olímpico Brasileiro. Não há como desmerecer a escolha da piauiense. É aquele papo de jurado de programa de TV: "Inicialmente, gostaria de dizer que todas mereciam ganhar".

Se Poliana merecia mais que Sarah, e se o voto popular aberto e ilimitado define o atleta mais popular e não o melhor atleta... isso é outra história. A verdade é que o povo do Piauí fez por merecer.

Parabéns, Sarah Menezes!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Amizade desinteressada

Nada como ter amigos; nada como amizades maduras, puras e desinteressadas.

Um exemplo?

Biá: 'Vanvys, pq tu vai dar uma camiseta do Jairo (http://www.usedisco.blogspot.com/) para a Dalyne e não vai dar p'ra mim? Eu te amo muito mais que a Dalyne... pode me dar uma também'.

Own.

domingo, 13 de dezembro de 2009

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

100 Sentidos



Porque às vezes vou à padaria parecendo a Barbie e a festas parecendo o padeiro;

Porque eu quero, quero, quero e depois eu canso;

Porque escrever pode ser um refúgio e uma prisão;

Porque alimento a estranhez de amar doces e odiar bebidas com açúcar;

Porque pratiquei dança durante cinco anos, mas não tenho coordenação motora para andar pela redação sem me jogar sobre alguma mesa;

Porque às terças quero balada e aos sábado quero sono;

Porque eu morro de frio por qualquer coisa, mas meus pés sempre suam em bicas;

Porque a vida é mesmo assim, não faz muita questão de fazer sentido.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Do desespero jornalístico

Cinco pautas, sete possíveis fontes e nenhuma delas atende uma ligaçãozinha sequer. Apenas uma palavra define o sentimento de uma jornalista às 16h50 de uma segunda-após-final-de-semana-e-antes-de-feriado sem matérias: DESESPERO.

Quando alguém finalmente atende, é a Regina Sousa, secretária estadual de Administração, dizendo que o assunto em questão não é mais relacionado a ela, mas à Procuradoria Geral do Estado - aquela, cujo responsável acaba de passar por um cateterismo e está afastado. DESESPERO DUPLO!

Das coisas sem (muito) sentido

O politicamente correto tem lugar certo em minha lista de coisas sem (muito) sentido.

Primeiramente porque na maioria das vezes ele, que se propõe a ser diplomático, é mais excludente do que inclusivo. E depois porque em tantas outras vezes ele beira a bobagem. Agora tenho um novo motivo: a falta de sentido, de fato.

A novidade, ao menos para mim, é que não se deve mais chamar alguém de alcoólatra. O termo politicamente correto agora é alcoólico. O que não faz nenhum sentido. O mais aceitável seria 'alcoolista' ou, como bem lembrou meu amigo Marcílio, 'alcoófilo'.

???

Sarar

Quando eu era criança, diziam que quando a gente se machucava bastava um beijo da mãe para que o ferimento sarasse.

Pena que quando a gente cresce as mágoas não possam ser reparadas apenas com um beijo de quem a gente ama.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Listinha de Natal

Para tudo, que já é 1º de Dezembro!!

O ano acabou e eu só me toquei disso quando meu miguxo Charlie contou aquela velha piada ontem no Ar Livre: 'Papai Noel, o senhor roi unha? Ro, ro, ro".

Quem é jornalista sabe como é o malabarismo que se precisa fazer para aproveitar as festas de fim de ano. Ou se trabalha no Natal ou se trabalha no Reveillon. Em geral, pago algum dos meus colegas para trabalhar por mim durante o plantão que caberia a mim. Esse ano, acho que não vai rolar e vou acabar passando as festas em Teresina.

Portanto, caros amigos, fiquem com pena de mim e me dêem presentinhos legais no Natal:

- Índice telefônico;
- Glamour ou Capricho (d'O Boticário mesmo);
- Agenda 2010;
- Caixa de aljajor;
- Gravador digital novo;
- CDs: Alejandro Sanz
Jorge Drexler
Marina de La Riva
Mariana Aydar
- Sandália tipo Anabela - nude ou vermelha (com calcanhar livre);
- Coisinhas de prata.

Bjos com apelos mercadológicos!!