sábado, 2 de maio de 2009

Lições


Se alguém me dissesse que conhece um vendedor de pipocas que ganha cerca de dois mil reais por mês, que comprou uma casa confortável, criou seis filhos e agora cria cinco netos apenas com a renda das vendas de pipocas, talvez eu questionasse a informação.

Porém, eu CONHECI, no festival Sabor Maior, em Campo Maior, o seu João Pipoqueiro. Muito bem trajado, de camisa e calça sociais, o seu João - que faz questão de ter o 'Pipoqueiro' atrelado ao nome, lucra em média R$ 400,00 por evento de que participa - sim, ele se dá ao luxo de vender pipocas apenas em eventos. "Na rua não rende; é muito fraco", argumenta. O lucro de seu João é quatro vezes maior que o valor que gasta com milho, óleo, sal, manteiga, copos descartáveis e gás.

O seu João Pipoqueiro chega a viajar 400km para vender pipocas em algum evento. E gaba-se de sempre conseguir fazer boas vendas: "No Piauí Pop, por exemplo, eu já cheguei a fazer 1.600 reais em uma noite". Hoje, possui três carrinhos. Além de vender pipocas, ele 'administra' a venda feita por seus colaboradores. O objetivo dele é comprar mais dois carrinhos. Isso é que é empreendedor!

Ex-carpinteiro, seu João afirma, reiteradas vezes, que tem ORGULHO de ser pipoqueiro. Taí o tão buscado segredo do sucesso: gostar do que faz, fazer bem feito e orgulhar-se disso.

Quem estiver interessado em contratar seu João e suas pipoquinhas doces e salgadas, basta ligar para o gato: (86) 94388801.
Aaaaaaaaaaah, e falando em Sabor Maior... alguém lá do Sebrae teve a brilhante idéia de me colocar como jurada do Festival Gastronômico. Ao todo, provei 15 pratos feitos à base de carneiro, carne-de-sol e capote, tudo bem típico da terra dos carnaubais. Pois bem, ia tudo muito bem até o oitavo ou nono prato. Depois disso... bem definiu o deputado Mauro Tapety: "estou lhe fiscalizando. Você está só biliscando. Deveriam ter colocado alguém com estrutura para a tarefa". kkk... alguém com estrutura, tipo... é... ele!

Falando sério, as receitas estavam deliciosas (coisas como 'costeletas de carneiro ao molho de limão', 'torta de carne de sol com iogurte', 'medalhão de filé de carneiro com molho de ervas'). O mais legal era ver os donos de restaurantes e chefs que participaram da disputa orgulhosos e sentindo-se valorizados. Pra mim, valeu pela boa comida e pela possibilidade de ajudar aquelas pessoas a terem ORGULHO de sua profissão.
BjoS!!
;)

2 comentários:

Liciane disse...

É verdade, o segredo para as coisas darem certo é a vontade misturada com o prazer de fazê-lo. Muito legal o texto. Quem se esforça chega lá!!

paizão disse...

Esta é minha filosofia, gostar do que se esta fazendo, independente de qualquer coisa, é como juntar a fome com a vontade de comer.
beijos princesa