segunda-feira, 14 de maio de 2007

Egoísmo tem limite

Meus pais estão separados há quase nove anos. O “sr. Edmar” tem uma outra família há um bom tempo e isso nunca chegou a me incomodar ou causar ciúmes. Já quando o assunto é minha mãe, as coisas são um pouco diferentes. Até três dias atrás não conseguia lidar com a possibilidade de ela arranjar um namorado. Sim, sei q era muito egoísmo de minha parte não querer aceitar o fato de minha mãe ter o direito de reconstruir a sua vida, encontrar uma pessoa bacana para ficar ao lado dela. Mas, como já disse nesse blog, os filhos são naturalmente egoístas.

Porém, de uns dias p cá, tenho pensado muito em como serão os próximos anos da vida dela. Com seus filhos muito preocupados com suas carreiras e suas próprias famílias, quem fará companhia a ela? Não se trata apenas de temer que ela sofra (mais do que já sofreu) por causa da solidão. Trata-se de ela poder ter alguém a quem amar que não apenas seus filhos; alguém com quem possa construir novos sonhos; alguém com quem divida seus momentos; alguém que possa amá-la como ela merece.

Talvez eu tenha um pouco de receio no início ou quem sabe uma certa desconfiança: será que é a pessoa certa, será q ele vai machuca-la? As mesmas preocupações que ela tem quando digo: “mãe, tou apaixonadinha”. Mesmo enciumada e preocupada, ela me dá a maior força pq quer muito a minha felicidade. Não sei se isso é amadurecimento, desprendimento ou independência, mas, hoje, sei que bem acima de meu egoísmo está a felicidade dela. Isso me conforta e me faz feliz também.

Com a maior alegria do mundo, pude ver a alegria da “D. Lili” ao receber a jóia que comprei para ela de presente de dia das mães (que vou ter de ralar muito para pagar). Foi um momento único. Não pelo presente, mas pela felicidade de passarmos nosso primeiro dia das mães juntas após seis anos, comemorando vitórias e planejando vôos maiores. Instante pleno de amor. Mais lindo que em filmes, mais intenso do que expressos em quaisquer palavras.

Obs: digam sempre o quanto amam suas mães; elas merecem!

Bjo p tds!

Um comentário:

dalyne disse...

é tu é tão "não-egoísta" que além disso tudo aí que tu falou ainda emprestou tua mãe pra ser minha e da Daisy, no dia das mães!
OBRIGADA!!!
adoramos!
Xêru!
:rsrsrsrs